Antes pesadelo, Matemática vira brincadeira nas escolas

Videogames e exercícios interativos estimulam aprendizado de alunos da rede estadual

POR PALOMA SAVEDRA

Rio –  Terror dos alunos, a matemática agora vai ficar divertida. A nova equação para formar fãs dos números inclui computadores, videogames, exercícios interativos e desafios que promovem o aprendizado. A aposta é de programa idealizado pelo Instituto Nacional de Matemática e Pesquisa Aplicada (Impa) e a Firjan.

Iniciado ontem na Escola Estadual Compositor Luis Carlos da Vila, em Manguinhos, o Sesi Matemática estará até o fim do ano em 11 unidades de ensino da rede estadual e três da Firjan.

Escola Estadual Compositor Luis Carlos da Vila, em Manguinhos, foi a primeira a receber a ‘Sala Sesi Matemática’. Alunos aprovaram | Foto: Fabio Gonçalves / Agência O Dia

Escola Estadual Compositor Luis Carlos da Vila, em Manguinhos, foi a primeira a receber a ‘Sala Sesi Matemática’. Alunos aprovaram | Foto: Fabio Gonçalves / Agência O Dia

Até 2015, 10% das escolas estaduais — hoje, são 1358 — terão os equipamentos, que incluem lousa digital, 40 laptops, projetor e quadro branco. Os estudantes recebem kits com jogos online.

PROFESSORES TREINADOS

Ontem, a Escola Compositor Luis Carlos da Vila foi a primeira a receber a ‘Sala Sesi Matemática’, sob elogios dos alunos do primeiro ano do Ensino Médio. “Os jogos são muito legais. Dá mais vontade de estudar”, aprovou Karolina Marques, 17 anos. A aulas de matemática serão sempre nessa sala e os professores são treinados para usar o material didático interativo.

Segundo o presidente da Firjan, Eduardo Gouvêa Vieira, a 53ª posição do Brasil no Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) revelou deficiência em Matemática eincentivou a criação do método. O Brasil ficou atrás de China e Singapura e dos vizinhos Uruguai, Chile e Argentina.

Jogos foram desenvolvidos por empresa britânica que é referência

Os jogos foram desenvolvidos pela empresa britânica Mangahigh, referência em games de Matemática. São mais de 40 mil questões, envolvendo álgebra, geometria, aritmética. “Por trás dos jogos, tem o conteúdo. Um ensina equação. Outro trabalha com ângulos. E o sistema grava todos os exercícios. Assim, o professor pode acompanhar o rendimento de cada aluno”, explica Helio França Braga, analista de Educação da Firjan.

http://odia.ig.com.br/portal/educacao/antes-pesadelo-matem%C3%A1tica-vira-brincadeira-nas-escolas-1.495290

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: